Saltar os Menus

Notícias

2 de Novembro de 2018

Maria José Moura

Foto: Susana Lopes

Faleceu a nossa colega e amiga Maria José Moura. A DGLAB associa-se a todas as manifestações de pesar pelo falecimento desta figura que, reconhecidamente, teve um papel determinante na Leitura Pública no Portugal democrático, em particular, com a implantação do Programa da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.Licenciada em Ciências Históricas e Filosóficas e com o Curso de Bibliotecário Arquivista (UC), foi Diretora dos Serviços de Documentação da Universidade de Lisboa até 1987.

Em 1986, foi coordenadora e redatora do Relatório do Grupo de Trabalho nomeado pela Secretária de Estado da Cultura, com o objetivo de definir as bases de uma política nacional de leitura pública e onde se apontavam as medidas imediatas de intervenção, bem como orientações conceptuais e programáticas sobre as bibliotecas a criar e que estiveram na génese da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

Foi Diretora do Serviço de Bibliotecas do IPLB/Ministério da Cultura, tendo dirigido o Programa da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas até 2006. De destacar, durante esse período, que, em 1996, foi também coordenadora e redatora de um novo Relatório de um Grupo de Trabalho, onde se reformulavam as linhas estratégicas para o desenvolvimento das Bibliotecas Públicas Municipais em Portugal, passados dez anos do arranque da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

Foi, simultaneamente, Coordenadora Geral do Projeto do Inventário do Património Cultural Móvel, Delegada Nacional do PGI/UNESCO, Vice-Presidente do Conselho Superior de Bibliotecas, responsável pelo National Focal Point – Telematic for Libraries Program e membro do Information Society Forum (Bruxelas).

Integrava a Comissão de Honra do Plano Nacional de Leitura.

Foi sócia fundadora da BAD, de que é Associada Honorária, e onde já desempenhou nomeadamente as funções de Presidente da Direcção, Presidente da Assembleia Geral e recentemente Vice-Presidente do CDN.

Integrou entretanto os Comités Permanentes da IFLA “ Public Libraries” e “ Library Buildings and Equipment”.

Condecorada com a Ordem do Mérito, recebeu também (1998, Amesterdão) o Prémio Internacional do Livro, por proposta da IFLA.

Esta notícia foi publicada em 2 de Novembro de 2018 e foi arquivada em: Notícias.
DGLAB