Saltar os Menus

Notícias

28 de Agosto de 2019

Prémio Literário Fundação Eça de Queiroz Atribuído a Djaimilia Pereira de Almeida

A escritora Djaimilia Pereira de Almeida é a vencedora do Prémio Literário Fundação Eça de Queiroz de 2019 com a obra Luanda Lisboa Paraíso. O júri, constituído por Bruno Vieira Amaral, Isabel Lucas, Luísa Mellid-Franco, Manuel Pereira Cardoso e Maria Helena Santana, reunido esta terça-feira em Lisboa, decidiu por unanimidade contemplar o romance por este desenhar «a solidão das personagens de forma magistral, numa contenção poética em que se estabelece o equilíbrio entre a esperança e o desespero». Entre os finalistas encontravam-se David Machado, Hugo Mezena, Kalaf Epalanga e Maria Isaac.

O galardão, no valor de 10.000 euros, foi instituído em 2014 pela Fundação Eça de Queiroz em colaboração com a Câmara Municipal de Baião a fim de promover e incentivar a produção de obras literárias em língua portuguesa, bem como homenagear Eça de Queiroz, um dos maiores vultos nacionais e internacionais da literatura e cultura portuguesas. Nas edições anteriores contemplou narrativas ficcionais inéditas e obras de carácter ensaístico já publicadas. A partir desta edição, passa a distinguir bienalmente uma obra ficcional (romance ou novela) escrita em língua portuguesa e publicada em Portugal por autor nacional com idade não superior a 40 anos à data da publicação.

A entrega do prémio terá lugar no dia 14 de Setembro na sede da Fundação Eça de Queiroz, em Tormes, na casa que inspirou o autor de A Cidade e as Serras.

Mais informação

Esta notícia foi publicada em 28 de Agosto de 2019 e foi arquivada em: Notícias.
DGLAB