Saltar os Menus

Notícias

19 de Junho de 2015

Prémio Camões 2015

O Prémio Camões 2015 foi atribuído à escritora Hélia Correia, o 11.º autor português a receber aquele que é considerado o mais importante prémio literário destinado a autores de língua portuguesa.

A reunião do júri da 27ª edição do Prémio Camões decorreu no Rio de Janeiro no dia 17 de abril, tendo sido anunciado que o Prémio Camões 2015 foi atribuído à escritora Hélia Correia.

Hélia Correia nasceu em Lisboa em 1949. Licenciada em Filologia Românica, foi professora do ensino secundário, dedicando-se actualmente à tradução e à escrita. Sendo também poetisa e dramaturga, foi como ficcionista que Hélia Correia se revelou como um dos nomes mais importantes e originais da década de oitenta.

A sua obra recebeu vários prémios, de que se destacam o Prémio Vergílio Ferreira (2013), o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco da Associação Portuguesa de Escritores (2014); o Prémio Literário Correntes d’Escritas/Casino da Póvoa (2013); o Prémio PEN Clube Português de Poesia (2013); o Prémio Literário Fundação Inês de Castro (2010); o Prémio Máxima de Literatura (2006); o Prémio PEN Clube Português de Novelística (2002); o Prémio D. Dinis da Fundação da Casa de Mateus (2001); o Prémio Máxima de Literatura (1991).

O Prémio Camões, instituído por Portugal e pelo Brasil em 1989, é o maior prémio de prestígio da língua portuguesa. Com a sua atribuição, é prestada anualmente uma homenagem à literatura em português, recaindo a escolha num escritor cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa.

O júri da 27ª edição do Prémio Camões foi constituído por Rita Marnoto, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (Portugal); Pedro Mexia, escritor e crítico literário (Portugal); Affonso Romano de Sant’Anna, escritor e académico (Brasil); António Carlos Secchin, escritor e académico (Brasil); Mia Couto, escritor (Moçambique); Inocência Mata, professora da Universidade de Lisboa e da Universidade de Macau (S. Tomé e Príncipe).

O Prémio Camões foi já atribuído, por ordem cronológica, a Miguel Torga (Portugal), João Cabral de Mello Neto (Brasil), José Craveirinha (Moçambique), Vergílio Ferreira (Portugal), Rachel de Queiroz (Brasil), Jorge Amado (Brasil), José Saramago (Portugal), Eduardo Lourenço (Portugal), Pepetela (Angola), António Cândido (Brasil), Sophia de Mello Breyner Andresen (Portugal), Autran Dourado (Brasil), Eugénio de Andrade (Portugal), Maria Velho da Costa (Portugal), Rubem Fonseca (Brasil), Agustina Bessa-Luís (Portugal), Lygia Fagundes Telles (Brasil), Luandino Vieira (Angola), António Lobo Antunes (Portugal), João Ubaldo Ribeiro (Brasil), Arménio Vieira (Cabo Verde), Ferreira Gullar (Brasil), Manuel António Pina (Portugal), Dalton Trevisan (Brasil), Mia Couto (Moçambique) e Alberto da Costa e Silva (Brasil).

Foto_Helia-Correia por Luísa Ferreira

Foto_Helia-Correia por Luísa Ferreira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta notícia foi publicada em 19 de Junho de 2015 e foi arquivada em: Prémios.

Comente esta notícia

Tem de iniciar sessão para poder comentar.