Saltar os Menus

Notícias

6 de Julho de 2018

Exposição“Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo”

O Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal e o Arquivo de Macau, organizam conjuntamente em Macau a exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo”

No âmbito da edição inaugural do “Encontro em Macau – Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa” organizado pelo Instituto Cultural de Macau, realizou-se no dia 6 de julho, no Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania de Macau, a exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo”, apresentada conjuntamente pelo Arquivo de Macau e o Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal. A exposição encontrar-se-á aberta ao público de 7 de Julho a 7 de Dezembro de 2018.

A cerimónia de inauguração contou com a presença do Senhor Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, do Senhor Ministro da Cultura e Turismo da República Popular da China, Luo Shugang, do Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da R.A.E de Macau, Senhor Alexis Tam Chon Weng, bem como, do Senhor Diretor-Geral da DGLAB, Silvestre Lacerda e com a da Senhora Mok Ian Ian, Presidente do Instituto Cultural de Macau, para além de outras altas individualidades da Administração Macaense e Chinesa em Macau.

A coleção de “Registos Oficiais de Macau Durante a Dinastia Qing (1693-1886)”, candidatura conjunta do Arquivo de Macau e do Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal, foi inscrita pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) no Registo da Memória do Mundo, em 30 de Outubro de 2017. Os registos refletem as condições da sociedade, a vida das pessoas, o desenvolvimento urbano e o comércio, etc. de Macau durante a dinastia Qing.

A exposição apresentará uma seleção de mais de cem documentos para partilhar histórias que, embora tenham ocorrido em Macau, são de relevância histórica para a China, Portugal e até para a história mundial.

A palestra em conexão com a exposição terá a participação do Prof. Zhang Wenqin, professor de História de Relações Sino-Estrangeiras na Universidade Sun Yat-sen; Prof. Jin Guoping, investigador do Instituto de Estudo de Macau da Universidade de Jinan; e o Dr. Silvestre de Almeida Lacerda, Diretor-Geral da Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas de Portugal; com enfoque na importância documental das “Chapas Sínicas”, bem como na da preservação e digitalização dos registos.

 

 

 

 

Esta notícia foi publicada em 6 de Julho de 2018 e foi arquivada em: Exposições.
DGLAB