Saltar os Menus

Notícias

16 de Setembro de 2019

André Letria, com o livro A Guerra, vence a 23ª edição do Prémio Nacional de Ilustração

O júri, reunido no dia 13 de setembro de 2019 na Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, decidiu, por unanimidade, atribuir o Prémio Nacional de Ilustração, referente às obras publicadas em 2018, a André Letria pelo conjunto de ilustrações do livro A Guerra, com texto de José Jorge Letria, publicado pela Pato Lógico. As Menções Especiais foram atribuídas a Susa Monteiro pelas ilustrações da obra Sonho, publicada pela editora Pato Lógico; e a Mariana Rio, pelas ilustrações da obra A casa da doutora Farnsworth, com texto de Joana Couceiro e publicada pela Circo de Ideias – Associação Cultural.

Sobre a obra vencedora, o júri destacou a grande maturidade plástica e estética do trabalho de André Letria, a qualidade do objeto, a cadência e ritmo das páginas, assim como uma segura e sensível paleta cromática. Para além disso, existe uma perfeita articulação com o texto, equilibrando o referencial e o simbólico.

Sobre a obra de Susa Monteiro, o júri valorizou a qualidade do objeto, a paleta quente e expressiva das ilustrações. Há uma fluência de movimento que constrói uma narrativa onírica, assente na relação excitante entre cor e forma.

Sobre o trabalho de Mariana Rio, o júri assinalou a presença de um objeto muito cuidado, que contém uma relação entre texto e imagem por oposição, mas que resulta num convívio muito seguro. As ilustrações, entre a paisagem e o detalhe, são de elevada qualidade plástica, com particular domínio da luz e profundidades.

Foram avaliadas 81 obras publicadas em 2018 por editoras, edições de autor, outras entidades, ou ainda publicadas por editoras estrangeiras. Concorreram a esta 23ª edição do Prémio Nacional de Ilustração, 60 ilustradores com textos de 73 autores. O júri destacou a elevada qualidade de muitos livros a concurso, e congratulou-se com a diversidade e rigor de vários ilustradores e editoras. Durante a avaliação, estiveram em análise um conjunto de livros com linguagens muito diferentes, provenientes de novos ilustradores e de outros já consagrados.

O júri foi constituído por Andreia Brites, mestre em Teoria da Literatura, mediadora da leitura e especialista em literatura para a infância; Luís Mendonça, doutorado em ilustração e Professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, e Maria Carlos Loureiro, Diretora de Serviços do Livro em representação da DGLAB.

O Prémio Nacional de Ilustração, criado em 1996 e atribuído pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, pretende promover o reconhecimento da ilustração original e de qualidade.

Distingue anualmente um ilustrador pelo conjunto de ilustrações originais publicadas numa obra editada no ano anterior e pode, ainda, distinguir dois ilustradores através da atribuição de duas Menções Especiais. O valor do Prémio é de 10.000 €, acrescido de uma comparticipação de 1.500€ destinada a apoiar uma deslocação à Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha. As Menções Especiais, no valor de 1.500€ cada, são destinadas a comparticipar as deslocações àquela Feira.

Lista de Vencedores e Menções Especiais do Prémio Nacional de Ilustração

Esta notícia foi publicada em 16 de Setembro de 2019 e foi arquivada em: Notícias, Prémios.
DGLAB